Pular para o conteúdo principal

Rebeca Arimi Suzuki

Rebeca Arimi Suzuki

[Resenha] De Repente, Ana

Informações do livro:
Título: De Repente, Ana
Autora: Marina Carvalho
Número de páginas: 320
Editora: Novo Conceito - Selo Novas Páginas
Edição: 01 
Data de lançamento: Agosto de 2014
Idioma: Português
Gênero: Romance/Chick-lit
Categoria: Literatura Nacional/Literatura Juvenil

Ficha técnica:
Lido em: Janeiro de 2015
Tempo que levei para ler: 1 dia e meio
Comecei a ler em: 26/01/2015
Terminei de ler em: 27/01/2015


Resenha 
Introdução
Depois de ler "Simplesmente Ana", eu realmente estava ansiosa para saber como as coisas ficariam entre a Ana e o Alexander (Alex, para os íntimos).
Como da outra vez, Marina Carvalho conseguiu me impressionar do começo ao fim.
O que eu mais gostei neste livro foi que, em alguns capítulos, é o Alex quem narra, o que, para mim, deixou a narrativa ainda mais empolgante! Foi legal saber quais eram as opiniões, os sentimentos e pensamentos do Príncipe da Krósvia! Nesses capítulos, eu ficava pensando: "Ah, que delícia! O Príncipe está revelando o que pensa!"
A linguagem simples da autora me fascinou de novo! Há quem diga que a história e simples demais ou coisa do tipo, mas em minha opinião, no caso de Marina Carvalho, é justamente a simplicidade que encanta! Outra coisa que gostei foi o capítulo especial chamado "Ana e Alex no Rock in Rio"

A História em si 
Desde do começo já gostei do livro, pois o prólogo é lindo! Por um instante, eu realmente achei que o rei Andrej tinha morrido, até saber que aquilo tudo era um sonho da Ana, e que na verdade era mais uma premonição que um sonho! Isso foi demais! Nunca tinha visto uma protagonista que podia pressentir o que aconteceria!
Honestamente, esse foi o meu estímulo para continuar a ler sem parar!
Quando soube que o rei estava em estado de saúde grave e Ana precisaria comandar a Krósvia, eu torcia para que a Majestade melhorasse logo, e ao mesmo tempo, Ana pudesse dar conta de tudo o que precisava fazer. Eu ficava tipo: "Vai, Ana, você consegue" (até parece que sou líder de torcida) e apostava muito na garota! 
Gostei de como Ana e Alex se envolveram durante a trama toda (se bem que a Ana poderia confiar um pouco mais no Alex em alguns momentos, como quando ele disse que não sabia de nada sobre a foto com a Nome de Cachorro). 
Alex se mostrou um cavalheiro compreensível diante da maioria das situações de Ana, mas também pude sentir que Alex tinha seus momentos de ciúmes, principalmente por causa de Ivan (o ministro gay da história). Mas o temperamento forte e o ciúmes também giravam em torno da Princesa, por causa da Laika (mais conhecida como Nome de Cachorro). Quanto à personalidade, Ana continuou sendo sincera e transparente perante às coisas e às pessoas.
Quando a Ana foi sequestrada e teve que ficar sob as mãos do maléfico tio Marcus, eu fiquei com pena dela, coitada. Esperava que ela pudesse sair de lá, de alguma forma. Nesses momentos de sofrimento da protagonista, eu torcia para que Marcus e a Cadela se ferrassem de uma vez!! (no fim aconteceu isso mesmo). Ai, que raiva que eu sentia daqueles dois! Bem que se merecem!! 
Felizmente, Ana conseguiu enviar uma mensagem em código que dizia: "Cuide do meu cachorro!" Achei brilhante a criatividade da menina para que pelo menos, chegassem a pensar em Laika (É, mesmo num lugar horrível, a Ana não perdeu a inteligência nem a personalidade!).
Felizmente, Ana é salva pelo seu amado príncipe, que faz agrados e mimos a ela, após chegarem no Castelo.
Achei legal a parte que a própria Ana acha o seu anel de noivado, pensando ser de outra pessoa. Era para Alex pedi-la em Casamento, mas aconteceu que foi Ana quem fez a surpresa ao namorado, e claro, aceitou casar-se com ele. Muito linda essa parte!!
O Casamento foi lindo, bem emocionante. Apareceram os primos de Ana, as garotas do orfanato, a família e os amigos próximos. Fiquei muito feliz por Ana e Alexander. Eu já queria que eles se casassem faz tempo! São feitos um para o outro! Fiquei mais feliz ainda por saber que o casal teve uma filha chamada Elena (em homenagem à mãe de Alexander) e que é a cara do pai! 
Como ficaram os personagens em "De Repente, Ana"
Ana Carina Bernardes Markov: Teve que assumir o trono da Krósvia, porque seu pai estava em estado grave de saúde. Teve que se acostumar com a agenda cheia e com a imprensa sempre correndo atrás dela. Seu desentendimento com Alex era por causa da Nome de Cachorro. Em geral, ela se saiu muito bem cumprindo o papel de herdeira e substituta do pai. Foi sequestrada por Marcus (de quem já não gostava) e salva por Alex.

Andrej Markov: Sofreu um "acidente de helicóptero" e foi internado na UTI como paciente em estado grave de saúde e em coma. Recuperou-se do coma aos poucos, e quando se sentiu recuperado voltou ao castelo por conta própria, antes do hospital conceder a alta oficial. Tudo para salvar sua filha Ana Markov.

Alexander: Alex fez amor, agradou e compreendeu Ana como pode. Foi ao Canadá para uma Reunião de Arquitetura. Salvou a namorada das garras de Marcus e desmascarou a Nome de Cachorro no próprio apartamento dela. Muito esperto esse cavalheiro! Nota 10! Quem me dera se Alexander fosse meu...

Laika: A ex-namorada de Alexander se uniu a Marcus para "acabar com a Ana", pois ambos a odiavam (ainda que por motivos diferentes). Ela e Marcus foram presos pelos crimes cometidos.

Marcus: Tio de Ana e marido de Tia Marieva, ele mandou sabotar o helicóptero onde Andrej estava, como tentativa de matá-lo. Mandou sequestrar Ana para que não houvesse mais uma herdeira direta do rei. Sendo assim, a linha de sucessão iria para sua filha, e ele poderia ter plenos poderes (porque afinal, uma criança precisaria de alguém que a ajudasse). Ele planejava até ameaçar os próprios filhos se fosse preciso!Cretino, hein!!. Foi detido e preso junto com Laika por causa dos crimes que cometeu.

Tia Marieva: Continua cuidando dos filhos e sendo sempre solidária com as pessoas ao seu redor. Fala sempre com a sobrinha Ana e faz de tudo para vê-la alegre. Faz o que for preciso para que o irmão Andrej melhore. Ficou abalada quando soube que seu marido era na verdade, um criminoso! Ela confessou à Ana que há tempos o casamento de ambos não ia bem, e que Marcus não era um pai muito presente, embora não soubesse o motivo do porquê de tanta distância.

Estela: Continua sempre alegre, e entretanto se entristece às vezes, pelo fato de Ana não estar falando com ela com tanta frequência. É a melhor amiga de Ana e ambas continuam tendo uma boa relação. No fim da história, ela está prestes a se casar com Artur.

Irina: Enquanto o rei estava hospitalizado, ela sempre ficava com ele (quer dizer, do lado de fora) e sempre dava as notícias aos parentes (principalmente Alex) se houvesse algum sinal de melhora da Majestade. Um tempo depois, ela consegue conquistar o coração de Andrej e fica muito feliz com isso.

Ivan: É o ministro das relações públicas do castelo. No começo ele pegava no pé de Ana, porque queria que a princesa estivesse nos padrões da nobreza. Depois percebe que o verdadeiro brilho de Ana é a sua sinceridade e passa a ser mais gentil com ela. Ivan é gay, e por isso não tem nada com Ana alem de um laço de amizade. No mais, Ivan sempre admirou Alexander, por ser um príncipe de caráter. No fim da história, o ministro namora um vocalista de uma banda de rock.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Yuki Furukawa (古川雄輝)

Perfil
Nome: Yuki Furukawa (古川雄輝)
Data de nascimento: 18/12/1987 (27 anos) 
Altura: 180 cm 
Peso: 60 kg
Terra natal: Tokyo, Japão
Profissão: Ator e modelo
Agência: Horipro
Línguas: Japonês e Inglês

Facebook: Yuki Furukawa Oficial
Twitter: Yuki Furukawa Oficial
Instagram: Yuki Furukawa Oficial
Blog: Yuki Furukawa Oficial 



Sobre
Yuki Furukawa é um ator e modelo do Japão. Nascido em Tokyo, ele se mudou para o Canadá, em Toronto, com sua família, quando tinha apenas 7 anos de idade. Morou 11 anos no exterior, sendo que, com 16 anos, mudou-se por conta própria a Nova York (EUA), como um estudante de pesquisa durante dois anos.
Voltou ao Japão quando tinha 19 anos. Ao regressar, teve dificuldades ao se adaptar com a língua e a cultura japonesa, já que no Japão, falar inglês no dia a dia é considerado falta de educação. 
Durante o ensino fundamental, ele pertenceu ao clube de basquete. Cursou a universidade de Keio, com especialidade para Ciências da Engenharia. 
Seu pai é médico e investigador na área de me…

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Ato II- Cena II

O mesmo.
Jardim de Capuleto
Entra Romeu

Romeu:Só ri das cicatrizes quem ferida nunca sofreu no corpo
Julieta aparece na janela
Mais silêncio!Que luz ecoa agora da janela?Será Julieta, o sol daquele oriente?Surge formoso sol,e mata a Lua cheia de inveja,que se mostra pálida, e doente de tristeza,por ter visto que,como serva,és mais formosa que ela.Deixa,pois, de serví-la.
Ela é invejosa.
Somente os tolos usam sua túnica de vestal, verde e doente;joga-a fora.És minha dama.Oh,sim!É meu amor!Se ela soubesse disso!Ela fala;contudo não diz nada.Que importa?Com o olhar está falando.Vou responder-lhe.
Não,sou muito ousado,não se dirige a mim.As duas estrelas do céu, as mais formosas,tendo tido qualquer ocupação,aos olhos dela pediram que brilhassem nas esferas até que elas voltassem.
Que se dera se ficassem lá no alto dos olhos dela,e em sua cabeça dois luzeiros?Suas faces nitentes(resplandecentes,brilhantes)deixariam corridas às estrelas, como o dia faz com a luz das candeias, e seus o…

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História

A Viagem de Chihiro é uma das obras primas mais famosas de Hayao Miyazaki, e que mais ganhou premiações pela história bem elaborada.
Chihiro é uma menina de dez anos, que, por casos da vida, entra em um túnel com os pais (que por sinal, estavam curiosos para saber onde a passagem ia dar) e acaba parando em um mundo paralelo, cheio de mistérios e criaturas mágicas.

Sen to Chihiro no Kamikakushi (千と千尋の神隠し, nome original do filme) é, na verdade um jogo de palavras. Sen é uma palavra que tanto pode fazer referência ao nome que a protagonista, Chihiro, adquire durante o filme, ou "mil", "muitos" ou ainda "múltiplos". Além disso, a junção das duas primeiras palavras forma "Sento", que significa "Casa de Banho", onde a maior parte da história se passa.
O filme é composto de diversas metáforas e simbolismos tais como:

A metáfora dos porcos, quando os pais de Chihiro vão ao restaurante com a menina e são tranformados em porcos - Isso representa a…