Situação da China e da Coréia

Situação da China
Bandeira da China
Em 1949 houve a Revolução Chinesa no país.
Nesse período, também ganham destaque as lutas contra o governo autoritário de Kuomintang e o imperialismo japonês, uma vez que o Japão havia tomado a Manchúria (província chinesa) em 1931, e se apossou desse território até o final da Segunda Guerra Mundial.
De outro lado, as lutas entre os asiáticos (Japão X China), atenuaram temporariamente os conflitos nacionais, sendo que a Guerra Civil intensificou-se após um tempo.
Passado certo período, os chineses avançam para o interior, chegando na capital.
Em Pequim, instalam a República Popular Chinesa.
Depois rumam até a Ilha de Formosa, e com a ajuda dos Estados Unidos, a China torna-se capitalista mais fácil e rapidamente.
Situação Coreana
A Coréia foi colonizada pelo Japão, mas, no final da Segunda Guerra Mundial, o país foi dividido em dois: Coréia do Norte e Coréia do Sul.
Entretanto, a Coréia do Sul e a China, forçam o Norte a concordar com a unificação da Coréia, mas esse não aceita, e em 1950 se inicia a Guerra da  Coréia, que se intensifica com a entrada da China no conflito (afinal, ela apoia os sul-coreanos) e a ajuda norte americana.
Três anos depois a guerra havia acabado. Logicamente que esse fato devastou ambos os países, que tiveram que se reconstruir aos poucos.
A guerra terminou com a assinatura do tratado de paz, chamado "Paz de Pan Munjon", que simbolizava o fim dos conflitos entre ambos.

Coréia do Sul depois da Guerra.

Devastada, os sulistas vão recorrer à ajuda dos norte-americanos e dos japoneses.
Na década de 1970, o país passa a participar do grupo econômico denominado hoje, como "Tigres Asiáticos" e começaram a investir na educação, no setor de eletroeletrônica, tecnologia e afins, e na área de indústria pesada (siderurgia/construção naval e automobilística).
Entretanto, como nem tudo são flores, com a corrupção e o protecionismo econômico, a Coréia do Sul passa por uma crise, que acarretou em um empréstimo de bilhões de reais, vindos do FMI.

Coréia do Norte depois da Guerra

Para a reconstrução do país, os nortistas vão contar com o apoio da China e da URSS, mas com o fim da URSS e a limitada ajuda chinesa, a Coréia do Norte passa por grandes dificuldades, para recuperar-se.
Devido às más colheitas, os gastos financeiros, e um mínimo suporte, os norte coreanos passaram por diversas dificuldades.
Os norte coreanos queriam testar suas bombas nucleares, porém a ONU fez o pacto de não agressão, e criou-se o grupo dos 6 (acordo entre 6 potências mundiais) para que não houvesse mais fatos desastrosos em relação à energia nuclear.
Porém, a Coréia do Norte quebra este acordo, e testa suas bombas atômicas, repercutindo em inúmeras queixas internacionais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

William Shakespeare:Romeu e Julieta-Trecho; A "Cena do Balcão", Ato II, Cena II

Yuki Furukawa (古川雄輝)

A Viagem de Chihiro - As Metáforas por trás da História